Pular para o conteúdo principal

Museu do Ipiranga foi palco para a comemoração do Dia do Bombeiro

Corrida reúne milhares de corredores nas ruas e faz atendimento ao público.

O “Dia do Bombeiro” foi comemorado em grande estilo em São Paulo, a festividade aconteceu no Museu do Ipiranga, na zona sul, da capital.

O evento começou as 07h00 com a “21ª Corrida de Bombeiros”, cerca de 4 mil corredores participarão da maratona de 10km. As avenidas Dom Pedro I, Nazaré e a rua Bom Pastor, foram as ruas do percurso. A chegada aconteceu nas dependências do museu.

Depois da corrida, no jardim do Museu do Ipiranga. Tendas com cartilhas de primeiros socorros, atividades para crianças e, caminhões da corporação foi exposta para o público.

Tenda sobre os primeiros socorros (FOTO: Eduardo Pires)

Para terminar as atividades, pelotão do Corpo de Bombeiros fez solenidade ao “Dia dos Bombeiros”.

Segundo um levantamento feito em 2014, pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope). O Corpo de Bombeiros manteve desde 2009, como a instituição mais confiável do país.

Duas escadas hastearam a bandeira do Brasil em comemoração ao Dia do Bombeiro (FOTO: Eduardo Pires)

O imponente Ford L 9000 aposentado pelo Corpo de Bombeiros (FOTO: Eduardo Pires)


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Palmeiras avassalador não dá chances para o São Paulo no Morumbi

Em clássico quente e disputa pelas primeiras posições, Palmeiras leva a melhor e quebra mais um tabu no ano. Torcida do São Paulo lota o Morumbi para ver mais um tropeço do time (FOTO: Eduardo Pires) Os 56.694 são paulinos que foram até o Estádio do Morumbi viram os 16 anos de tabu cair por terra. Os palmeirenses comemoram a vitória em mais um clássico, e de quebra a liderança folgada no Campeonato Brasileiro. Agora já são três pontos que separam o time alviverde para o Internacional, 56 contra 53. O time escalado por Felipão mesclando o time titular com jogadores “reservas” anularam totalmente o time do São Paulo. Diego Aguirre deixou no banco Everton e Arboleda, e apostou nas entradas de Rodrigo Caio e Bruno Alves, assim jogando com três zagueiros. Isso foi avassalador para o Palmeiras se sentir em casa e comandar a vitória no primeiro tempo. Meio-campo forte com Felipe Melo, Moises e Lucas Lima, Felipão viu a sua equipe ter toque de bola refinado e tranquilidade
Em algumas partes, o cemitério mostra o estado de abandono. Uma parte de osso humano junto de uma garrafa PET (FOTO: Eduardo Pires) A cidade de Poá, localizada na Grande São Paulo, tem mais de 115 mil habitantes, segundo pesquisa feito pelo IBGE, em 2017. Na década de 60 e 70, a cidade tinha cara de munício interiorano. Mas o tempo passou, com a pouca distância até a capital paulista (30 km) e o comércio chegando na cidade, Poá ganhou estados de cidade “grande”. A Criminalidade de diversos tipos, vandalismos e a falta de segurança invadiram a cidade Os munícipes ficarem atentos à sua segurança como circuito de segurança nas casas e comércios, aumentar os muros e até colocar seguranças particulares em algumas ruas. Mas é aqueles que já morreram? Será que eles se livraram dos maus hábitos dos seres humanos que estão na Terra? A resposta é simples, não! O Cemitério Municipal de Poá, localizado no bairro Água Vermelha, está sofrendo vandalismo no ossário e

Investigação do NI denúncia nutrição de hospital particular de SP

Nutrição do Hospital Santa Clara e suas más condições de trabalho Mamão estragada sendo entregue para pacientes e acompanhantes (FOTO: Eduardo Pires) Frutas estragadas; verduras apodrecendo; panelas sujas; vasilhas e panelas com urinas e fezes de ratos; carne vencida sendo entregues para pacientes, acompanhantes e funcionários; ratoeiras no estoque de alimentos do setor de nutrição; embalagens roídas pelos ratos que andam pelos lugares da cozinha, estoque e corredor do setor; alimentos sendo armazenados de forma incorreta, fazendo com que os produtos ficam expostos as bactérias e fungos do lugar; entre outros agravantes. Esses casos ocorreram até o dia 30 de outubro no Hospital Santa Clara, na Vila Matilde, Zona Leste de São Paulo. Infestações de baratas, ratos, mosquitos e cupins fizeram do lugar uma desordem. Até o último dia do mês 10, a cozinha do hospital viveu dias de caos e funcionários convivendo com todo este tipo de infrações graves. Responsáveis pelo setor