Pular para o conteúdo principal

São Paulo recebe as novidades do automobilismo em novo local

São Paulo Expo recebe pela primeira vez o Salão Internacional do Automóvel de São Paulo.
      Renault Fórmula 1 está presente no evento (FOTO: Eduardo Pires)
O Salão Internacional do Automóvel de São Paulo 2016 abriu as portas nesta quinta-feira (10), com mudanças significativas. O local saiu do tradicional Anhembi, na Zona Norte, onde realizava o evento há 46 anos, e migrou para o São Paulo Expo, na Zona Sul.
Com uma área total de 90 mil m², o salão mostrou para os visitantes uma enorme variedade de marcas, veículos e entretenimentos. Marcas cobiçadas como Masserati e Porsche, teve os seus stands para o público poder apreciar as raridades das montadoras. Agora quem veio com esperanças de ver os carros dos “sonhos”, não ficaram muito felizes. Ferrari e Lamborghini, não tiveram um espaço só delas, apenas a Lamborghini Huracan, e a Ferrari F12 Berlinetta, puderam ter o prazer de satisfazer o olhar daqueles apaixonados pelas marcas esportivas.
O salão propiciou grande entretenimento por parte das montadoras para os visitantes. Test drivers, jogos em simuladores de games e brindes, fizeram o público perder minutos para ter alguns minutos de prazer.
As novidades não foram poucas, carros futuristas da Mercedes-Benz (Concept Iaa) Volkswagen (Golf GTI Sport), e os carros de corrida, como o Renault (Fórmula 1) modelo 2016 e o Porsche (Le Mans) também agitaram o Salão do Automóvel.
Os carros nacionais com previsão de chegada para o Brasil, agradou ao público.
A nova versão do Fiat Toro Volcano 2017, quatro portas, é um dos principais lançamentos da montadora italiana. O veículo a base de diesel, terá 2.0 com 16V, chegando a potência máxima em 170 km/h.
A Ford se destacou com o modelo Edge Titanium 3.5 V6, com teto solar panorâmico e DVD. O principal item é a digital analógica na porta do motorista, e sensor de pé para destravar a porta mala. Para quem é amante da velocidade, o Edge pode alcançar 284 km/h. O preço do veículo está na faixa dos R$229,000.
O Chevrolet Cruze modelo LTZ, 1.4 turbo, deu uma repaginada no seu design. A beleza do veículo chama a atenção, mas o que mais agradou, foi a tecnologia implantada nele. Sensor de faixa e o ponto cego, foram adquiridas para o modelo LTZ, trazendo mais segurança para o motorista e passageiros. O farol de lead e a chave de bolso – o veículo liga apenas apertando um botão – são acessórios indispensáveis para aqueles que busca um conforta a mais.  
Com tecnologia e design inovador, o Chevrolet Cruze chega ao Brasil em dezembro (FOTO: Eduardo Pires)
A Volkswagen trouxe o Golf GTI, 2.0I TSI. Com motor de 2.0 (220cv), atingindo de 0 a 100 em apenas 7,2 segundos. O esportivo chega numa velocidade de até 244 km/h, e o preço dele no Brasil não sairá por menos de R$ 100,000.

O evento tem mais de 540 veículos de 32 marcas diferentes, mais de 100 lançamentos e 120 expositores. Segundo os organizadores do evento, cerca de 750 mil pessoas devem passar pelo salão do automóvel, sendo que, o público feminino deve representar 40% do total. O evento deve ainda movimentar R$ 320 milhões na cidade de São Paulo. 
    O futuro da Mercedes-Benz, o Concept Iaa (FOTO: Eduardo Pires)
A Volkswagem trouxe o Golf GTI Sport, será o novo futuro do modelo? (FOTO: Eduardo Pires)
Não tem previsão de chegada do conversível da Fiat 124 Spider (FOTO: Eduardo Pires)
As belas modelos também foram o diferencial no salão do automóvel (FOTO: Eduardo Pires)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Projeto Centro Aberto deixa a cidade de São Paulo mais harmonizada

Com cadeiras de praia e jogos de tabuleiro, as pessoas esquecem por alguns instantes a preocupação do dia a dia.



A cidade de São Paulo está ganhando nova cara. Jogos de tabuleiro como: dominó, dama e xadrez, e mesas de ping pong, ilustra a cidade com ar de lazer e aos poucos tirar a marca registrada da cidade, considerada uma “selva de pedra”.
O projeto Centro Aberto dá a oportunidade para os pedestres relaxar quando estiverem cansados, ou até mesmo, sair do serviço e jogar um jogo de tabuleiro de xadrez gigante para esquecer os dias corridos que a capital paulista proporciona. Desenvolvido e implantado por meio de colaboração de diversas secretárias municipais como: Secretária de Desenvolvimento Urbano, Secretária de Serviços, Secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Secretária de Direitos Humanos e Cidadania, Secretária de Segurança Urbana e Secretária de Cultura.O Centro Aberto também recebeu apoio do Metrô, que cedeu lugares para as construções das praças.
Cadeiras de prai…
Em algumas partes, o cemitério mostra o estado de abandono.

A cidade de Poá, localizada na Grande São Paulo, tem mais de 115 mil habitantes, segundo pesquisa feito pelo IBGE, em 2017.
Na década de 60 e 70, a cidade tinha cara de munício interiorano. Mas o tempo passou, com a pouca distância até a capital paulista (30 km) e o comércio chegando na cidade, Poá ganhou estados de cidade “grande”.
A Criminalidade de diversos tipos, vandalismos e a falta de segurança invadiram a cidade Os munícipes ficarem atentos à sua segurança como circuito de segurança nas casas e comércios, aumentar os muros e até colocar seguranças particulares em algumas ruas.
Mas é aqueles que já morreram? Será que eles se livraram dos maus hábitos dos seres humanos que estão na Terra? A resposta é simples, não!
O Cemitério Municipal de Poá, localizado no bairro Água Vermelha, está sofrendo vandalismo no ossário e em alguns túmulos. No prédio onde guarda boa parte dos ossos daqueles que já foram, está completamente em est…

Investigação do NI denúncia nutrição de hospital particular de SP

Nutrição do Hospital Santa Clara e suas más condições de trabalho

Mamão estragada sendo entregue para pacientes e acompanhantes (FOTO: Eduardo Pires) Frutas estragadas; verduras apodrecendo; panelas sujas; vasilhas e panelas com urinas e fezes de ratos; carne vencida sendo entregues para pacientes, acompanhantes e funcionários; ratoeiras no estoque de alimentos do setor de nutrição; embalagens roídas pelos ratos que andam pelos lugares da cozinha, estoque e corredor do setor; alimentos sendo armazenados de forma incorreta, fazendo com que os produtos ficam expostos as bactérias e fungos do lugar; entre outros agravantes.
Esses casos ocorreram até o dia 30 de outubro no Hospital Santa Clara, na Vila Matilde, Zona Leste de São Paulo. Infestações de baratas, ratos, mosquitos e cupins fizeram do lugar uma desordem. Até o último dia do mês 10, a cozinha do hospital viveu dias de caos e funcionários convivendo com todo este tipo de infrações graves. Responsáveis pelo setor e também do hospital…