Pular para o conteúdo principal

São Paulo recebe as novidades do automobilismo em novo local

São Paulo Expo recebe pela primeira vez o Salão Internacional do Automóvel de São Paulo.
      Renault Fórmula 1 está presente no evento (FOTO: Eduardo Pires)
O Salão Internacional do Automóvel de São Paulo 2016 abriu as portas nesta quinta-feira (10), com mudanças significativas. O local saiu do tradicional Anhembi, na Zona Norte, onde realizava o evento há 46 anos, e migrou para o São Paulo Expo, na Zona Sul.
Com uma área total de 90 mil m², o salão mostrou para os visitantes uma enorme variedade de marcas, veículos e entretenimentos. Marcas cobiçadas como Masserati e Porsche, teve os seus stands para o público poder apreciar as raridades das montadoras. Agora quem veio com esperanças de ver os carros dos “sonhos”, não ficaram muito felizes. Ferrari e Lamborghini, não tiveram um espaço só delas, apenas a Lamborghini Huracan, e a Ferrari F12 Berlinetta, puderam ter o prazer de satisfazer o olhar daqueles apaixonados pelas marcas esportivas.
O salão propiciou grande entretenimento por parte das montadoras para os visitantes. Test drivers, jogos em simuladores de games e brindes, fizeram o público perder minutos para ter alguns minutos de prazer.
As novidades não foram poucas, carros futuristas da Mercedes-Benz (Concept Iaa) Volkswagen (Golf GTI Sport), e os carros de corrida, como o Renault (Fórmula 1) modelo 2016 e o Porsche (Le Mans) também agitaram o Salão do Automóvel.
Os carros nacionais com previsão de chegada para o Brasil, agradou ao público.
A nova versão do Fiat Toro Volcano 2017, quatro portas, é um dos principais lançamentos da montadora italiana. O veículo a base de diesel, terá 2.0 com 16V, chegando a potência máxima em 170 km/h.
A Ford se destacou com o modelo Edge Titanium 3.5 V6, com teto solar panorâmico e DVD. O principal item é a digital analógica na porta do motorista, e sensor de pé para destravar a porta mala. Para quem é amante da velocidade, o Edge pode alcançar 284 km/h. O preço do veículo está na faixa dos R$229,000.
O Chevrolet Cruze modelo LTZ, 1.4 turbo, deu uma repaginada no seu design. A beleza do veículo chama a atenção, mas o que mais agradou, foi a tecnologia implantada nele. Sensor de faixa e o ponto cego, foram adquiridas para o modelo LTZ, trazendo mais segurança para o motorista e passageiros. O farol de lead e a chave de bolso – o veículo liga apenas apertando um botão – são acessórios indispensáveis para aqueles que busca um conforta a mais.  
Com tecnologia e design inovador, o Chevrolet Cruze chega ao Brasil em dezembro (FOTO: Eduardo Pires)
A Volkswagen trouxe o Golf GTI, 2.0I TSI. Com motor de 2.0 (220cv), atingindo de 0 a 100 em apenas 7,2 segundos. O esportivo chega numa velocidade de até 244 km/h, e o preço dele no Brasil não sairá por menos de R$ 100,000.

O evento tem mais de 540 veículos de 32 marcas diferentes, mais de 100 lançamentos e 120 expositores. Segundo os organizadores do evento, cerca de 750 mil pessoas devem passar pelo salão do automóvel, sendo que, o público feminino deve representar 40% do total. O evento deve ainda movimentar R$ 320 milhões na cidade de São Paulo. 
    O futuro da Mercedes-Benz, o Concept Iaa (FOTO: Eduardo Pires)
A Volkswagem trouxe o Golf GTI Sport, será o novo futuro do modelo? (FOTO: Eduardo Pires)
Não tem previsão de chegada do conversível da Fiat 124 Spider (FOTO: Eduardo Pires)
As belas modelos também foram o diferencial no salão do automóvel (FOTO: Eduardo Pires)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Projeto Centro Aberto deixa a cidade de São Paulo mais harmonizada

Com cadeiras de praia e jogos de tabuleiro, as pessoas esquecem por alguns instantes a preocupação do dia a dia.



A cidade de São Paulo está ganhando nova cara. Jogos de tabuleiro como: dominó, dama e xadrez, e mesas de ping pong, ilustra a cidade com ar de lazer e aos poucos tirar a marca registrada da cidade, considerada uma “selva de pedra”.
O projeto Centro Aberto dá a oportunidade para os pedestres relaxar quando estiverem cansados, ou até mesmo, sair do serviço e jogar um jogo de tabuleiro de xadrez gigante para esquecer os dias corridos que a capital paulista proporciona. Desenvolvido e implantado por meio de colaboração de diversas secretárias municipais como: Secretária de Desenvolvimento Urbano, Secretária de Serviços, Secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Secretária de Direitos Humanos e Cidadania, Secretária de Segurança Urbana e Secretária de Cultura.O Centro Aberto também recebeu apoio do Metrô, que cedeu lugares para as construções das praças.
Cadeiras de prai…

Edifício Altino Arantes “banespão” completa 69 anos de beleza e modernidade

O projeto do edifício foi modificado para fazer referência ao Empire State Building de Nova York
Hoje o Edifício Altino Arantes completa 69 anos, falando pelo nome, ninguém deve saber qual prédio estou falando, mas se eu falar o “banespão”, todos irão saber.
No dia 27 de junho de 1947, a cidade de São Paulo ganhou um presente de 161 metros de altura, superando o Edifício Martinelli com 130 metros. O Edifício Altino Arantes se tornou em pouco tempo, o símbolo da cidade de São Paulo e o coração da cidade de São Paulo.
A história começou quando o Banco do Estado de São Paulo (Banespa) ficava na Praça Ramos de Azevedo, longe do centro financeiro da cidade – na época ficava nas ruas São Bento e XV de Novembro. Para ficar próximo ao centro comercial, os diretores do banco fizeram uma parceria com a Santa Casa da Misericórdia e compraram alguns imóveis. Com a demolição de algumas casas, foi erguido o edifício na Rua João Brícola, se tornando o maior prédio do Brasil, com seus 161 metros distri…

Investigação do NI denúncia nutrição de hospital particular de SP

Nutrição do Hospital Santa Clara e suas más condições de trabalho

Mamão estragada sendo entregue para pacientes e acompanhantes (FOTO: Eduardo Pires) Frutas estragadas; verduras apodrecendo; panelas sujas; vasilhas e panelas com urinas e fezes de ratos; carne vencida sendo entregues para pacientes, acompanhantes e funcionários; ratoeiras no estoque de alimentos do setor de nutrição; embalagens roídas pelos ratos que andam pelos lugares da cozinha, estoque e corredor do setor; alimentos sendo armazenados de forma incorreta, fazendo com que os produtos ficam expostos as bactérias e fungos do lugar; entre outros agravantes.
Esses casos ocorreram até o dia 30 de outubro no Hospital Santa Clara, na Vila Matilde, Zona Leste de São Paulo. Infestações de baratas, ratos, mosquitos e cupins fizeram do lugar uma desordem. Até o último dia do mês 10, a cozinha do hospital viveu dias de caos e funcionários convivendo com todo este tipo de infrações graves. Responsáveis pelo setor e também do hospital…