Pular para o conteúdo principal

Cristiano Ronaldo: O espelho para você ir atrás dos seus sonhos

O craque português venceu a pobreza e a falta do pai para se tornar um dos jogadores mais premiados e ricos do mundo.

Cristiano Ronaldo sendo premiado pela FIFA como o melhor jogador de futebol no ano de 2016 (FOTO: Agence France-Presse)

O ser humano nasce, cresce, vive e morre. Isso é um ciclo natural de cada pessoa que habita a Terra.

Desde pequenos, a gente sabe que na vida sobrevivem aqueles que lutam diariamente pelos seus sonhos, correto? Um exemplo disso é o Cristiano Ronaldo. A persistência, garra, luta, foco, força e superação, fazem dele um diferencial para nós mesmos.

É fácil ver o que ele conquistou e ainda vai conquistar na sua vida. Aos 31 anos, CR7 como é chamado pela mídia, possui uma “pequena” fortuna de R$ 747 milhões, carros luxuosos, mansões pelo mundo, lojas de grife que leva o seu nome entre outras conquistas que só ele possui.

Mas na infância não foi nada fácil. Com pai alcoólatra, o craque nunca chegou a conhecer o seu genitor. A mãe, Maria Dolores dos Santos Aveiros, foi a responsável por ensinar, educar e cuidar do pequeno Cristiano, nome dado por causa do ex-presidente dos Estados Unidos, Ronald Reagan, onde a dona Maria era fã.

Cristiano tinha um dom, dom este que levaria ele a chegar em um patamar dos deuses do futebol. No começo da carreira mirim, ele passou por clubes de sua terra natal: Andorinha, Nacional da Madeira, ambos localizados na Ilha da Madeira, em Portugal, até chegar no grande Sporting Lisboa.

Com dedicação aos treinamentos e humildade, Cristiano logo se transferiu para o gigante da Inglaterra, o Manchester United, em 2003. Na época com 18 anos, um moleque ainda, ele vestia a camisa 28 em uma apresentação oficial junto com o brasileiro e pentacampeão, Kléberson. Ali, o português não passava de mais uma contratação normal pelos olhos da mídia.

Com o tempo, a contratação normal virou máquinas de gols e dribles. A cada dia, Cristiano conquistava a cidade de Manchester e também o mundo. Com toda essa mídia em cima e atenção dos telespectadores pelo mundo, acabou chamando o interesse do gigante madrileno, o Real Madrid.

O mundo viu, Portugal viu, a Ilha da Madeira viu, o Estádio Santiago Bernabéu observou, a apresentação do português. Mais de 80 mil torcedores foram até o local para recepcionar o jogador. Com estilo de arrogante, medido e individualista, Cristiano Ronaldo cresceu ainda mais.

Ele é o primeiro e o último a sair dos treinos, determinação e foco em seus afazeres fazem ele ter um rendimento impecável. Nas férias, quem disse que ele vai para as “gandaias”? Ele curte as mulheres em seus iates e festas pelo mundo afora. Mas ele sempre está na academia aprimorando o seu condicionamento físico. Por isso é o jogador mais completo do mundo: cabeceia, potência do chute, pênalti com perfeição, falta com maestria, jogador de elenco e também treinador nas horas que precisam dele.

Mesmo ele olhando para trás e ver que já conquistou de tudo (bateu recordes, títulos individuais e pelos clubes, gols, assistências e de solidariedade). Cristiano é o jogador que mais ajuda no mundo, são milhões e milhões de euros distribuídos em ações filantrópicas pelo Planeta. Sempre ajudando o mais necessitado.


Quando você querer se espelhar em alguém, se espelha no Cristiano como uma pessoa que correu, lutou e teve as suas conquistas em cima do seu suor. 

Apresentação do brasileiro Kléberson e Cristiano Ronaldo, ao lado do ex-técnico, Fergunson, em 2003. (FOTO: Darren Staples/Reuters)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Palmeiras avassalador não dá chances para o São Paulo no Morumbi

Em clássico quente e disputa pelas primeiras posições, Palmeiras leva a melhor e quebra mais um tabu no ano. Torcida do São Paulo lota o Morumbi para ver mais um tropeço do time (FOTO: Eduardo Pires) Os 56.694 são paulinos que foram até o Estádio do Morumbi viram os 16 anos de tabu cair por terra. Os palmeirenses comemoram a vitória em mais um clássico, e de quebra a liderança folgada no Campeonato Brasileiro. Agora já são três pontos que separam o time alviverde para o Internacional, 56 contra 53. O time escalado por Felipão mesclando o time titular com jogadores “reservas” anularam totalmente o time do São Paulo. Diego Aguirre deixou no banco Everton e Arboleda, e apostou nas entradas de Rodrigo Caio e Bruno Alves, assim jogando com três zagueiros. Isso foi avassalador para o Palmeiras se sentir em casa e comandar a vitória no primeiro tempo. Meio-campo forte com Felipe Melo, Moises e Lucas Lima, Felipão viu a sua equipe ter toque de bola refinado e tranquilidade

Edifício Altino Arantes “banespão” completa 69 anos de beleza e modernidade

O projeto do edifício foi modificado para fazer referência ao Empire State Building de Nova York Hoje o Edifício Altino Arantes completa 69 anos, falando pelo nome, ninguém deve saber qual prédio estou falando, mas se eu falar o “banespão”, todos irão saber. No dia 27 de junho de 1947, a cidade de São Paulo ganhou um presente de 161 metros de altura, superando o Edifício Martinelli com 130 metros. O Edifício Altino Arantes se tornou em pouco tempo, o símbolo da cidade de São Paulo e o coração da cidade de São Paulo. A história começou quando o Banco do Estado de São Paulo (Banespa) ficava na Praça Ramos de Azevedo, longe do centro financeiro da cidade – na época ficava nas ruas São Bento e XV de Novembro. Para ficar próximo ao centro comercial, os diretores do banco fizeram uma parceria com a Santa Casa da Misericórdia e compraram alguns imóveis. Com a demolição de algumas casas, foi erguido o edifício na Rua João Brícola, se tornando o maior prédio do Brasil, com seus 161

Edifício Wilson Paes de Almeida: Dez dias de dor, sofrimento, angústia e no fundo uma esperança

Moradores do prédio acampam no Largo do Paissandu esperando um desfecho da prefeitura da cidade em relação à moradia para eles. Vítimas do desabamento se aglomeram para pegar um prato de comida (FOTO: Eduardo Pires) Há de dez dias a cidade de São Paulo parava para acompanhar o desabamento do Edifícil Wilson Paes de Almeida. O local abrigou a sede da Polícia Federal e Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), além de ser um patrimônio histórico tombado em 1992. Dos 24 andares que ostentava um edifício todo espelhado no Largo do Paissandu, Região Central de SP, nada sobrou, levando a metade de uma igreja luterana centenária abaixo. O local abrigava mais de 50 famílias que lutam por moradia através dos movimentos sociais. Cerca de 250 pessoas saíram ilesos do desastre do dia 1° de maio, Dia do Trabalhador, mas também sem um teto para pelo menos dormir. Outras cinco pessoas até o fechamento dessa matéria não tiveram a mesma sorte e acabaram morrendo.   A Praça em frent