Pular para o conteúdo principal

Viagem 3: Natal - Rio Grande do Norte - Brasil


Natal deixa um rastro de saudades pelas suas belezas que enfeitam os corações e olhos dos turistas

Vista da bela Praia e Dunas de Genipabu (FOTO: Eduardo Pires)
Viajar sempre é bom, não é mesmo? Imagine viajar para um lugar que reúne vida noturna agitada, belas praias e animais que embelezam as paisagens das dunas desérticas que estão localizadas em Natal? Fantástico!

O Notícias Independentes compareceu na capital do Rio Grande do Norte e visitou alguns lugares mais famosos da cidade, que conta com mais de 800 mil habitantes nos seus 418 anos de sua fundação.

Chegando à Natal, a primeira recepção que a cidade nós proporciona é o vento forte que atravessa as ruas, avenidas, rostos e corpos. A temperatura alta também é um atrativo para aqueles que adoram o calor. A temperatura a noite varia entre 22° a 25° C; durante a tarde o sol chega na marca dos 33° - isso no inverno, mês de junho, época que o site foi até a cidade.

Outro ponto positivo do lugar é a forma calorosa dos natalenses que recebem pessoas de outros estados brasileiros ou países. Desde o gari até os moradores dão dicas de lugares para passear, e falam sobre os lugares por onde e não andar. Se o papo prosseguir, eles falam da história de Natal e pontos turísticos do lugar.

PRAIA DE CAMURUPIM

Praia de Camurupim fica localizado no munícipio de Nísia Floresta, cerca de 30 Km de Natal.

O lugar oferece águas calmas, simulando uma piscina, mas natural. As ondas quebram nos arrecifes e atravessam pelas pedras, tornando uma praia boa para banho e também para nado. Até para aqueles que não sabem nadar, podem desfrutar da praia sem medo.

Praia calma de Camurupim (FOTO: Eduardo Pires Sarmento)
PRAIA DE GENIPABU

Famosa pelas vastas dunas móveis, Genipabu está entre as praias mais visitadas do Brasil.

O lugar oferece passeio de bugs com ou sem emoção. Pelo passeio, dá para tirar fotos de animais como o burro e dromedários, este último tem que pagar uma bagatela de R$ 100 para andar com o animal nas dunas, colocar roupas simulando as vestimentas de quem frequenta o Deserto do Saara e posar para fotos com o mamífero.

Fez tudo isso, chegou a hora de sentar em um quiosque e aproveitar a vista da praia com água da cor verde-esmeralda, das dunas e ver os barcos de pesca ao fundo.

Genipabu fica localizado no município de Extremoz, 23 Km de distância da capital.

Dromedários enfeitam a bela Genipabu (FOTO: Eduardo Pires)

PRAIA DE PONTA NEGRA

Praia mais famosa de Natal, Ponta Negra tem uma orla com muitos restaurantes, bares, pousadas e lojas de artigos artesanais. A extensão do calçadão não é grande, não passa dos 2 Km de extensão, mas o ambiente é tranquilo e agitado durante o dia e a noite.

O cartão postal da praia não é faixa de areia ou água, mas sim um morro desmatado e forrado de areia, simulando uma careca, com essa semelhança, o lugar tem o nome de Morro do Careca. É proibido subir nele, mas tem os insistentes que sobem para tirar selfie ou desbravar o lugar, mas realçando, é proibido subir no morro.

Morro do Careca é a marca registrada da Praia de Ponta Negra (FOTO: Eduardo Pires)

AQUÁRIO DE NATAL

Aquário não tem o marketing dos grandes aquários de São Paulo ou Rio de Janeiro, mas tem os seus atrativos que fazem valer a pena o investimento para a visita, R$ 30. O estudante paga meia.

O visitante pode passar a mão no tubarão-lixa, ver pinguins, tartarugas e serpentes. O lugar oferece um mini zoológico. Hipopótamo, macacos, suricatos entre outros animais. Bastante legal visitar o maior aquário do Nordeste, uma atração a mais para o seu passeio à Natal.

Entrada do Aquário (FOTO: Eduardo Pires)

MAIOR CAJUEIRO DO MUNDO
O Cajueiro de Pirangi é o maior do mundo. Com mais de 9 mil metros quadrados, o cajueiro ostenta nos seus 130 anos a sua beleza, imponência e a força da natureza.
O lugar é bastante visitado pelos turistas e parada obrigatória para quem passa pelo município de Parnamirim, 12 Km até Natal.

O vasto espaço que o cajueiro acabou tomando conta (FOTO: Eduardo Pires)

NATAL

Depois dos passeios pelas praias e aquário, o Notícias Independentes foi conhecer o centro histórico de Natal, passando em frente ao Estádio das Dunas, que sediou a Copa do Mundo de 2014.

Passamos de ônibus pela Catedral Metropolitana de Natal, Assembleia Legislativa e Prefeitura da cidade, Porto de Natal, avenidas famosas como a Senador Salgado Filho e a Prudente de Morais.

Uma curiosidade: Natal registra números altos de cegos no Brasil, o problema muitas vezes é causado pelos fortes ventos que assopram na cidade. Por isso, as ruas do centro têm muitas óticas a fim de vender óculos ou lentes para os moradores que querem proteger os olhos.

Estádio da Dunas é um dos ícones de Natal (FOTO: Eduardo Pires)

VIDA NOTURNA

Natal tem a noite bastante agitada. Bares, baladas e casas de shows fazem da vida noturna dos natalenses bastante divertida, dançante e de conversas com amigos ou desconhecidos.

Rastapé – Casa de Forró é o agito para aqueles que querem dançar bastante nas madrugadas de Natal, a casa fica no bairro de Ponta Negra.

Uma boa pedida para cervejas, chopes e bebidas destiladas é o Gela Guela, localizada no bairro da Candelária.

Para as pessoas que gostam de um bom drink de diversas bebidas, a coquetelaria De Buenas vai ser um lugar agradável. Preços bons, entre R$ 7 a R$ 20, o consumidor vai sair satisfeito da casa e ainda aproveitar muitas bebidas pagando um bom preço. O lugar está no bairro de Ponta Negra.

Ponta Negra também tem a casa de sertanejo, Wood’s. Lugar para os fãs do sertanejo universitário e sertanejo romântico. Preço a partir de R$ 30, pista.

A noite de Natal é bastante agitada e frequentada por moradores e turistas (FOTO: Eduardo Pires)

VAMOS AOS VALORES

Quem está lendo deve estar pensando: Uma viagem dessa é uma fortuna; só rico viaja; menos de R$ 1000 não paga nem o avião. Se você pensa assim, está TOTALMENTE enganado.

O Notícias Independentes fechou o pacote com cinco (5) noites no Hostal Get Up, em Ponta Negra. Avião saindo de Guarulhos (SP) até o Aeroporto Internacional Augusto Severo, localizado em São Gonçalo de Amarante, Região Metropolitana de Natal, sem escala na ida e na volta. Aindao pacote tinha dois passeios. O primeiro passeio foi a Praia de Camurupim + City Tour em Natal; segundo passeio foi à ida na Praia de Genipabu.

Os passeios foram feitos pela empresa Whel tour, a guia turística Rose foi uma simpatia de pessoa e uma excelente informante dos lugares onde o ônibus passava.

Preço Final: Tudo isso por R$ 823. Compra feita pelo site da Decolar e sem nenhuma dor de cabeça.


Postagens mais visitadas deste blog

Viagem 2: Juiz de Fora – Minas Gerais – Brasil

Com cara da “cidade maravilhosa”, Juiz de Fora é conhecida pela grandiosidade no estado mineiro.

Conhecer a cidade mineira Juiz de Fora é conhecer também um pouco da história de Minas Gerais. Localizado no sudeste do estado, o munícipio está localizado na Zona da Mata, fazendo dela a principal cidade da região, que conta com outras cidades como Santos Dumond, Chácara, Bicas, Matias Barbosa, Lima Duarte entre outras.
Juiz de Fora tem a quarta maior população do Estado de Minas Gerais, com mais de 560 mil habitantes (estimativa de 2017 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/IBGE), perdendo apenas para Belo Horizonte, Uberlândia e Contagem, respectivamente.
Quando um turista chega na cidade, logo se depara com as semelhanças entre Juiz de Fora e a cidade do Rio de Janeiro. O primeiro são os Taxis da cor amarelo, com as faixas pontilhados na lateral dos veículos; outro ponto a ser destacado são as bancas de jornais onde vendem jornais da capital Fluminense, O Globo e Extra são o…

Edifício Wilson Paes de Almeida: Dez dias de dor, sofrimento, angústia e no fundo uma esperança

Moradores do prédio acampam no Largo do Paissandu esperando um desfecho da prefeitura da cidade em relação à moradia para eles.
Vítimas do desabamento se aglomeram para pegar um prato de comida (FOTO: Eduardo Pires)
Há de dez dias a cidade de São Paulo parava para acompanhar o desabamento do Edifícil Wilson Paes de Almeida. O local abrigou a sede da Polícia Federal e Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), além de ser um patrimônio histórico tombado em 1992.

Dos 24 andares que ostentava um edifício todo espelhado no Largo do Paissandu, Região Central de SP, nada sobrou, levando a metade de uma igreja luterana centenária abaixo. O local abrigava mais de 50 famílias que lutam por moradia através dos movimentos sociais. Cerca de 250 pessoas saíram ilesos do desastre do dia 1° de maio, Dia do Trabalhador, mas também sem um teto para pelo menos dormir. Outras cinco pessoas até o fechamento dessa matéria não tiveram a mesma sorte e acabaram morrendo.
A Praça em frente ao prédio que se rui…